Entrevista com a profa. Walquíria Leão Rego (Ciência Política – Unicamp)

Por Camila Góes e Thais Pavez
Pensando o acúmulo advindo da experiência de pesquisa empírica entre os mais pobres no Brasil e da reflexão teórica sobre a pobreza, o Boletim Lua Nova entrevistou Walquíria Leão Rego, centrando-se na concepção de pobreza e suas muitas dimensões, com atenção às nuances brasileiras. Como ponto de partida, Leão Rego destacou que muito embora os pobres estivessem presentes na literatura, na sociologia e nas mais diversas manifestações artísticas, dos romances às óperas, desde pelo menos o século XIX, haveria sempre uma dificuldade em “reconhecê-los como produzidos e criados pela injustiça social”. Nesse sentido, o “ser pobre” deveria ser pensado sempre de forma relacional à existência de direitos e à qualidade dos equipamentos públicos oferecidos pelo Estado.