Brasil acima de tudo? Sobre o pretenso nacionalismo de Jair Bolsonaro

Por André Kaysel
Durante a década de 1930, os nazistas, liderados por Adolf Hitler, se apropriaram habilmente de um verso da letra do hino nacional alemão, “Deutschland über alles”(Alemanha acima de tudo), convertendo-o em um slogan por meio do qual procuravam identificar a nação consigo mesmos. Na mesma época, os integralistas brasileiros, encabeçados por Plínio Salgado, inspirados no nazi-fascismo europeu, mas procurando traduzi-lo às circunstâncias locais, marchavam embalados pelo refrão em epígrafe e  sob a divisa “Deus, Pátria e Família”

Carnaval, festa e luta: o avesso do mesmo lugar

Por Pedro Cazes e Victor Vasconcellos
Os versos de Gilberto Gil em Ensaio Geral, cantados originalmente por Elis Regina no 2o Festival da Música Popular Brasileira de 1966, soam como uma convocação. O Rancho do Novo Dia, o Cordão da Liberdade e o Bloco da Mocidade vão sair no carnaval. É preciso ir a rua e ver com os próprios olhos, é preciso fazer parte. A fantasia (coletiva) é colorida de ousadia e costurada de amizade.

Venezuela: crise humanitária e violações de direitos humanos

Por William Torres Laureano da Rosa
A chegada ao poder de Nicolás Maduro deu início a um período de grande instabilidade política na Venezuela e a graves denúncias de violações de direitos humanos. Se por um lado, decorrente de sua associação com o falecido Hugo Chávez, Maduro iniciou seu governo com alta aprovação, por outro, a impossibilidade de superar as conquistas alcançadas pelo antigo presidente fez com que sua imagem e plano de governo fossem atacados por diversos setores sociais, perdendo a legitimidade frente a parcelas significativas da população.

1 2 3 6