“E veio o branco e inventou o papel”: disputas sobre o direito às terras indígenas (também) no governo Bolsonaro

Por Biancka Miranda e Marcia Baratto
O Cacique Natanael Munduruku disse, em entrevista de agosto do ano passado, que não deveria ser necessário demarcar terras. Afinal, os indígenas já vivem nelas desde que o mundo é mundo. Porém, ‘veio o branco e inventou o papel’[i]! E agora o indígena, representante dos povos originários das Américas, tem de provar o uso ou a ocupação de seus territórios através desse papel; reiterando, assim, a lógica do homem branco colonizador.

Indígenas resistem ao governo federal

Por Márcia Baratto
“A América não foi descoberta, foi invadida” (JENNINGS, 1975). Essa clássica afirmação foi feita para demonstrar a perspectiva dos povos indígenas sobre o estabelecimento dos europeus em terras norte-americanas e denunciar a ideologia do descobrimento, de efeitos nefastos para o reconhecimento dos indígenas e seus povos como sujeitos históricos.