RESENHA DE: DUBET, FRANÇOIS. LE TEMPS DES PASSIONS TRISTES: INÉGALITÉS ET POPULISME. PARIS: ÉDITIONS DU SEUIL ET LA RÉPUBLIQUE DES IDÉES, 2019.

Por Deisy Ventura
Dar-se ao trabalho de sair de casa para lutar contra os direitos alheios parece ser uma ideia de outros tempos, em geral prenúncio de guerras e crimes contra a humanidade. A ideia retornou, porém, e com toda a força, ao nosso presente. Impressiona a mobilização de grandes contingentes de pessoas que parecem inebriadas por personagens grotescos, em torno de palavras de ordem que são infames tanto por seu teor ofensivo como por seu fundamento: achismo, desprezo por toda forma de conhecimento ou evidência científica, doutrinação religiosa ou simples mentira.

Resenha de: BOITO JR., Armando. Reforma e crise política no Brasil: os conflitos de classe nos governos do PT. Campinas: Editora da Unicamp/São Paulo: Editora Unesp, 2018.

Por Daniela Costanzo
Dentre os diversos esforços intelectuais recentes para compreender a última crise econômica e política que levou ao impeachment da presidenta Dilma Rousseff, encontra-se o livro Reforma e crise política no Brasil: os conflitos de classe nos governos do PT, de Armando Boito Jr.

Resenha de: SINGER, André. O lulismo em crise: um quebra cabeça do período Dilma (2011-2016). São Paulo, Companhia das Letras, 2018.390p.

Por Thais Pavez
O livro do cientista político André Singer apresenta uma teorização original da política e do sistema partidário brasileiro. No seu capítulo central, “Três partidos brasileiros”, a obra encontra o ponto de vista a partir do qual se propõe resolver o problema da crise e do despedaçamento do lulismo no segundo governo Dilma (2011-2016).

Resenha de: VELASCO E CRUZ, Sebastião Carlos. Estados e Mercados: os Estados Unidos e o sistema multilateral de comércio. São Paulo: Unesp. 2017.

Por Neusa Maria Pereira Bojikian
Por que criar um sistema multilateral de comércio? Uma das razões que teriam levado os líderes norte-americanos a apoiar a criação de uma organização internacional dedicada ao tema era a preocupação com a imagem negativa daquele país no âmbito internacional.