Resenha de Tese – O Sistema Interamericano de Direitos Humanos e a Justiça de Transição: Impactos no Brasil, Colômbia, México e Peru

Tradicionalmente, na América Latina, membros do Estado e atores paraestatais envolvidos com o aparato de repressão foram capazes de evadir-se de qualquer tipo de responsabilização criminal a respeito de graves violações de direitos humanos. Desde o final da década de 1980, o Sistema Interamericano de Direitos Humanos (SIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA) transformou-se numa importante ferramenta usada por diversos grupos latino-americanos para combater essa impunidade, na expectativa de punir os responsáveis, esclarecer os crimes, reparar as vítimas e impedir novas atrocidades.

1 11 12 13