Memórias de um Carnaval: reconhecimento facial e vigilância contemporânea

Por Álvaro Okura de Almeida, Alexandre Arns Gonzales, Rafael Sanches e Tathiane Moreira
A intensificação da vigilância e a securitização cotidiana da vida urbana não tiram folga nem durante o Carnaval. Além da subversão autorizada, temporária e anônima dos valores e hierarquias sociais e políticas, nossa tradicional festa foi também atravessada por uma vontade de disciplina e controle.

1 17 18 19 20 21 28