Memórias de um Carnaval: reconhecimento facial e vigilância contemporânea

Por Álvaro Okura de Almeida, Alexandre Arns Gonzales, Rafael Sanches e Tathiane Moreira
A intensificação da vigilância e a securitização cotidiana da vida urbana não tiram folga nem durante o Carnaval. Além da subversão autorizada, temporária e anônima dos valores e hierarquias sociais e políticas, nossa tradicional festa foi também atravessada por uma vontade de disciplina e controle. Para a segurança pública, o que aconteceu no Carnaval não se restringiu a ele .

Resenha de: MICELI, Sérgio. Sonhos da Periferia. São Paulo: Todavia, 2018.

Por Ivo Paulino Soares
Sonhos da Periferia, novo livro de Sérgio Miceli, publicado no início de 2018, foi apresentado, grosso modo, como uma análise da inteligência argentina realizada a partir da compreensão do caso modernista e do mecenato privado no país. Em resumo, na Argentina, entre as décadas de 1920 e 1930, floresceu um projeto vultuoso de vanguarda com ambições cosmopolitas, fomentado pela iniciativa privada e oriundo da fração cultivada da elite patrícia do país, disposta a rivalizar com os empreendimentos culturais europeus em torno da criação de um projeto estético próprio, pretensamente desgarrado da conjuntura política nacional.

Aviso aos historiadores: Lula vai dar muito trabalho

Por Alexandre Freitas Barbosa
Sim, Lula vai dar muito trabalho para os historiadores. Mais do que Vargas. Vai render dissertações, teses e seminários nas universidades daqui, inclusive nas que pariu pelo Brasil afora, mas também nos centros de prestígio da academia nos quatro cantos do mundo, onde tantas vezes foi laureado com títulos honoris causa. Não serão encontros e pesquisas a exaltar sua figura política. Isso pode acontecer também, é até provável que ocorra, assim como sua execração como o culpado pelo retorno do “populismo” e do “patrimonialismo”.

Indígenas resistem ao governo federal

Por Márcia Baratto
“A América não foi descoberta, foi invadida” (JENNINGS, 1975). Essa clássica afirmação foi feita para demonstrar a perspectiva dos povos indígenas sobre o estabelecimento dos europeus em terras norte-americanas e denunciar a ideologia do descobrimento, de efeitos nefastos para o reconhecimento dos indígenas e seus povos como sujeitos históricos.

Reforma da Previdência e trabalhista: insegurança e vulnerabilidade

Por José Dari Krein
A contrarreforma da previdência social em debate na sociedade e em tramitação no Congresso Nacional, em 2019, está articulada a outras mudanças no marco regulatório da proteção social, especialmente a trabalhista de 2017. Trata-se de reformas que apresentam como base a tese de que pessoas busquem a sua sustentação e segurança futura por meio da concorrência no mercado, sujeitando-se às imprevisibilidades dos ciclos econômicos.

Trump e a América Latina. Tempos de Doutrina Monroe

Por Luis Fernando Ayerbe
Assim que assume o governo norte-americano em janeiro de 2017, Donald Trump inicia uma ofensiva internacional em que busca distanciar o país do engajamento com aliados e distensão com adversários que pautou a administração de Barack Obama: saída da Parceria Transpacífico de Cooperação Econômica e do acordo de Paris sobre mudança climática, rompimento unilateral do acordo nuclear com Irã, envolvendo os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) e a Alemanha, com retomada das sanções ao país, guerra comercial contra a China pela imposição de restrições à importação de produtos.

1 2 3 4 5 11