Transição sitiada

Por Natália Mello
As eleições de 2020 nos Estados Unidos foram repetidamente chamadas de “a life changing election” (uma eleição transformadora da vida). A julgar pela mobilização recorde de eleitores nas últimas eleições não parece exagero supor que estava na mesa opções que teriam impactos profundos.

A OPÇÃO DOGMÁTICA E A “INVIABILIDADE” DE MEDIDAS ABRANGENTES DE POLÍTICA ECONÔMICA KEYNESIANA NO GOVERNO BOLSONARO (PARTE II): AS MEDIDAS DE PROTEÇÃO À ECONOMIA NO PERÍODO DA PANDEMIA: OS CASOS DA FRANÇA, DOS EUA E DA ARGENTINA

Por Wilson Vieira
A partir do que observamos sobre as opções de política econômica do governo brasileiro perante o desafio da pandemia, fazemos agora uma breve exposição das medidas tomadas pelos governos da França, dos EUA e da Argentina para proteger suas economias durante o período da pandemia.

A OPÇÃO DOGMÁTICA E A “INVIABILIDADE” DE MEDIDAS ABRANGENTES DE POLÍTICA ECONÔMICA KEYNESIANA NO GOVERNO BOLSONARO (PARTE I): OS DESAFIOS DA ECONOMIA BRASILEIRA NO PERÍODO DA PANDEMIA

Por Wilson Vieira
Vivemos um quadro de recessão econômica desde 2015, agravado no período 2016-2018 e piorado mais ainda a partir do governo Bolsonaro, principalmente, pela chegada e avanço da pandemia da COVID-19.

A longa crise peruana: corrupção, neoliberalismo e Covid-19

Por Renata Peixoto de Oliveira
Neste artigo analisamos os efeitos do avanço neoliberal no Peru e a corrupção que se tornou endêmica e associada a este modelo econômico – muito embora as críticas destinadas ao nacional-desenvolvimentismo e a uma matriz estadocentrica considerassem o Estado Mínimo como a solução para a ineficiência e corrupção estatais

Covid-19 no Brasil e nos EUA e a normalização da barbárie

Por Rafael R. Ioris
Uma nova versão de coronavírus (Covid-19), que vem se disseminando ao redor do mundo nos últimos meses, tem forçado novos arranjos produtivos, políticos e culturais como talvez somente tenha ocorrido ao final da Segunda Guerra Mundial

DIREITOS HUMANOS NA PANDEMIA: IDEOLOGIA, GENOCÍDIO OU LOUCURA?

Por J. A. Lindgren-Alves
No panorama apavorante em que se encontrava o Brasil desde meados de março, quando autoridades estaduais e municipais começaram a adotar medidas de isolamento social para reduzir a disseminação do coronavírus, indo contra a vontade do Presidente da República, a situação política do país foi-se agravando de tal maneira, junto com a tragédia sanitária, que outras questões graves não tinham condições de se impor na consciência do público.

Covid-19 na América Latina: aprofundando os desafios da região mais desigual do mundo

Por Rafael R. Ioris
Confirmando o que especialistas em saúde pública vem afirmando há muitos anos, uma nova pandemia global tem desafiado o mundo inteiro nos últimos três meses. A acelerada disseminação de um novo coronavírus, conhecido como Covid-19, paralisou redes de produção e comércio mundiais e forçou sociedades inteiras a encontrar novas formas de conduzir negócios, manter estruturas educacionais e mesmo operar os próprios sistemas de deliberação política.

Pandemia e Renda Básica Universal. Emergência conjuntural, governabilidade sistêmica ou consenso pós-trabalho?

Por Luis Fernando Ayerbe
Na atual crise deflagrada pela pandemia do corona vírus, um aspecto diferenciado na resposta dos Estados, dos organismos financeiros multilaterais e de elites orgânicas do globalismo neoliberal, é o reconhecimento da necessidade e urgência na implementação de mecanismos de renda mínima para os setores mais pobres que vivem na informalidade ou que vão sendo afetados pela perda de empregos.